Agenda do presidente

Visitas às Delegacias pelo SinPRF-GO
Atividades de 13/03 a 15/03

Visitas às Delegacias pelo SinPRF-GO

Compartilhe

No mês de março, diretores do SinPRF-GO se deslocaram a algumas delegacias do interior para se reunirem com o efetivo e chefias das delegacias a fim de verificar as condições de trabalho, repassar informações do Sindicato e se colocar à disposição para juntos buscarem soluções para os problemas apresentados.

No dia 13/03/2018, os Diretores Paulo Afonso e Onasses, Presidente e Vice-Presidente, visitaram as UOPs de Jaraguá (2ª Delegacia), Uruaçu e Porangatu (7ª Delegacia) e foram detectados os seguintes problemas.

UOP de Jaraguá:

1. vazamento no teto da circulação;
2. infiltração no teto do banheiro do alojamento;
3. necessidade de trocar 2 colchões;
4. aterro de lixo, resolvido parcialmente, com manejo adequado do lixo.

UOP de Uruaçu

1. necessidade de reforma na área de descanso, com infiltrações, portas velhas, piso em mal estado, falta ar condicionado no alojamento.

UOP de Porangatu

1. UOP em péssima situação, necessidade de uma reforma geral, tanto na área interna como na área externa. O sistema elétrico deficiente deixou parte externa do posto totalmente no escuro, deixando os PRFs em situação de risco;

2. a internet muito ruim, o que dificulta o desenvolvimento das atividades.

Análise da situação

Os problemas de Jaraguá serão repassados para a Administração.

Em relação às UOPs da 7ª Delegacia, nos foi informado que a superintendência determinou o desenvolvimento de projetos arquitetônicos e complementares para a construção de dois postos novos, em Uruaçu e Porangatu. Todavia, como a data para o início das construções das novas edificações pode ser um pouco demorada, a superintendência irá disponibilizar um valor de R$ 60.000,00 a R$ 70.000,00 para a reforma até que os novos postos estejam prontos.

Mesmo a reforma não será iniciada imediatamente, pois necessita de termo de referência e outros procedimentos legais/administrativos. Dessa forma, na reunião da diretoria do SinPRF-GO, ficou definido que o SinPRF-GO procurará a administração para resolver de imediato pelo menos a iluminação externa de Porangatu. Caso isso seja impossível o SinPRF-GO poderá tomar algumas providências de modo a amenizar o problema da iluminação.

Dia 15/03/2018, os Diretores Paulo Afonso e Onasses, Presidente e Vice-Presidente, visitaram a UOPs de Rio Verde (4ª Delegacia), e a Delegacia e a UOP de jataí (5ª Delegacia).

UOP e Delegacia de Jataí

1. como não foi possível o deslocamento dos diretores até São Simão, estes procuraram se informar sobre o estado em que se encontra aquela UOP. As informações foram que está em estado deplorável. Contudo, da mesma forma que em relação às UOPs da Delegacia de Porangatu, a Administração afirma que um novo posto será construído e possivelmente São Simão será desativado. O SinPRF-GO buscará mais informações sobre as prioridades de São Simão enquanto a nova edificação não é construída, e buscará junto com a administração uma forma de amenizar os problemas da 5ª Delegacia;

2. Junto à chefia da 5ª Delegacia foram discutidos sobre diversos assuntos administrativos que estão afetando todo o efetivo de forma negativa. Alguns problemas já foram resolvidos outros continuam pendentes.

UOP de Rio Verde

1. na Delegacia de Rio Verde os diretores repassaram aos colegas as ações do SinPRF-GO em várias ações. Houve vários questionamentos sobre a Operação Égide e a falta de um critério único para todas as Regionais, o que tornaria as convocações mais justas e objetivas;

2. foi cobrado que a Administração da Superintendência também faça convocações dos PRFs que trabalham na área meio, afirmando que em ocasiões de convocações mais amenas e vantajosas esses servidores sempre são chamados.

O Sindicato se prontificou a conversar com a administração sobre esses assuntos. Também, afirmou que solicitará mais uma vez à Direção-Geral do DPRF que compense os voluntários para a Operação Égide, como já solicitado mais de uma vez pelo sistema sindical, como por exemplo, aumento na pontuação do SISNAR, prioridade em período de férias e aumento da pontuação por produtividade.

Na visão dos diretores do SinPRF-GO, ao contrário da majoração das diárias, isso é possível de ser feito pelo DPRF e não trará nenhum prejuízo para a operação, ao contrário, dará uma sensação aos voluntários e a todos que apesar de estar dando o seu sangue, tem alguma motivação a mais para desempenhar suas funções em meio a tantas adversidades (baixo efetivo, custo muito alto para se manterem no Rio de Janeiro etc.).

3. outra reclamação é em relação às transferências para Goiânia. Há entendimento que muitos que não tem ou não querem se utilizar de outros meios para serem transferidos para a capital estão sendo preteridos por conta de critérios injustos.

Foi pedido mais uma vez que a Superintendência estabeleça critérios justos quando precisar de servidores para trabalhar em Goiânia. Trata-se de abrir oportunidade a todos os interessados que apresentam as qualificações necessárias e que seja escolhido o mais qualificado, com o perfil mais adequado para cada situação.

Diante disso, o SinPRF-GO marcou uma reunião com o Superintendente para discutir cada ponto apresentado. Esperamos que, juntos, possamos resolver todas essas questões.

Diretoria do SinPRF-GO