Agenda do presidente

Em reunião, PRFs tiram dúvidas sobre os desdobramentos da aposentadoria policial
Atividades de 19/06 a 19/06

Em reunião, PRFs tiram dúvidas sobre os desdobramentos da aposentadoria policial

Compartilhe

Na última sexta-feira, 19/06, na sede da 1ª SRPRF/GO, a Diretoria do SinPRF/GO, representada pelos diretores Marcos de Moura, Marcelo de Azevedo, Paulo Afonso e pelo presidente, Renato Dias, falou com os PRFs a respeito da aposentadoria por atividade de risco dos policiais, que teve sua concessão questionada pelo TCU e pelo MPF/DF.

Participaram da reunião, a convite do Sindicato, o Deputado Federal João Campos, o Superintendente Regional da PRF Júlio Sezar, os chefes de Delegacias, Seções e Núcleos e mais de 50 PRFs que atuam na gestão da Instituição em Goiás.

O presidente Renato Dias fez um histórico do tema, desde a denúncia que gerou o acórdão do TCU até a recomendação do MPF/DF na última semana. "Isso tem gerado uma ansiedade e uma insegurança por parte dos PRFs, que já cogitam pedir a remoção e voltar para a pista", explicou ao Deputado João Campos.

Apesar da apreensão, Renato Dias explicou que o sistema sindical, em parceria com o DPRF, vem se reunindo com ministros do TCU e procuradores do MPF para esclarecer as atribuições dos servidores da PRF e que o risco é inerente ao cargo e não à função ocupada. O presidente do SinPRF/GO pediu apoio a João Campos para ajudar a categoria nesse impasse.

O Superintendente Júlio Sezar enfatizou que a situação é delicada, mas pediu para os PRFs não agirem de forma precipitada e confiar no trabalho da Direção-Geral do DPRF e da FenaPRF.

João Campos concordou que é uma situação grave, mas que acredita que não vai consolidar, devido às providências que vêm sendo tomadas. "Contudo, vou solicitar uma audiência para a semana que vem com o Ministro Vital do Rego Filho, pois o assunto demanda urgência", afirmou o Deputado, que ainda vai convidar a bancada da segurança pública para acompanhá-lo nesta reunião a ser agendada.

Vital do Rego é o ministro que será o relator do julgamento sobre a decisão do TCU acerca da aposentadoria policial do PRF. Antes da votação do acórdão, a recomendação do MPF/DF não terá efeito.

Fonte: SinPRF/GO

Sobre o assunto, leia também:

Aposentadoria especial do PRF: DPRF presta esclarecimentos aos policiais e FenaPRF se reúne com MPF/DF

Nota da FenaPRF a respeito da recomendação do MPF/DF ao DPRF